Pensamentos

Ser mulher…ser santa!

sadwoman2Recentemente vi numa propaganda de um produto para mulheres, com participação de uma famosa atriz global, várias mulheres (inclusive ela) emitindo frases como: “Sou incansável”, “Sou batalhadora”, “Sou poderosa”, entre outras. Pesquisando comunidades no orkut, achei uma intitulada Ser mulher… Ser santa!, cuja descrição desfia frases como “Ser mulher é ser princesa aos 20, rainha aos 30, imperatriz aos 40 e especial a vida toda”, e várias outras que praticamente endeusam o sexo feminino.

Entendam que eu não tenho absolutamente nada contra a valorização da mulher. Eu sou mulher. Não me considero nem um pouco machista (porque infelizmente existem muitas mulheres que o são). Mas ver esse comercial e esbarrar nessa comunidade me fizeram pensar se não há, na verdade, não uma valorização, mas uma exigência descabida do que é “ser mulher”.

Eu sei que a mulher é bastante resistente à dor, seja ela física ou emocional. Sei também que, devido a tanto preconceito que existiu (e ainda existe) contra a mulher, ela tenha se tornado mesmo batalhadora, lutadora, conquistando espaços não imaginados até certo tempo atrás. E também acho que as mulheres são, sim, muito especiais. Gosto muito de uma história bíblica que mostra o quão fortes somos. No tempo em que a profetisa Débora era juíza em Israel, estava para acontecer uma batalha entre esse povo e o exército de Jabim (rei de Canaã, que havia dominado e maltratado o povo de Israel por vinte anos), cujo comandante era um homem chamado Sísera. Débora, então, chamou Baraque, e disse que Deus havia dado uma mensagem: deviam ir e lutar contra Sísera, pois sairiam vencedores. Baraque então disse: “Só irei se você for comigo. Se você não for, eu também não irei.” Ela respondeu: “Está bem! Eu vou com você. Mas você não ficará com as honras da vitória, pois o Senhor Deus entregará Sísera nas mãos de uma mulher.” Essa mulher não era ela, mas Jael, personagem que aparece mais adiante na história. Mas, de qualquer forma, uma mulher. Sem contar o medinho de Baraque, que queria porque queria ir com Débora. Essa devia ser mesmo uma mulher de fibra!

Eu admiro muito essas coisas, mas fico pensando se às vezes não se exigem coisas demais das mulheres. Somos e devemos ser, sempre que necessário, fortes, batalhadoras, lutadoras, incansáveis. Mas não dá pra ser assim o tempo todo. Simplesmente não dá. Todos, sejam homens ou mulheres, temos nossos momentos de fraqueza, de ficarmos tristes, de desabarmos, seja física ou emocionalmente. Não dá pra ter essa fibra de Débora o tempo todo, ou ser santa 24 horas por dia. Infelizmente, se em alguns comerciais vemos as mulheres serem tratadas como perfeitos objetos, em outros vemos uma cobrança velada de uma perfeição que não pode existir.

Já não basta sermos boas companheiras, boas profissionais ou boas mães, temos que ser sempre batalhadoras, lutadoras e incansáveis. Sempre temos que ter uma palavra amiga para dar a quem precisa, mesmo que nós mesmas estejamos devastadas por dentro. Não podemos mais chorar, pois isso demonstra fraqueza (já ouvi mulheres dando essa justificativa para não chorarem em público). Não podemos querer carinho, colo, pois somos nós que sempre devemos estar prontas para dar essas coisas. Não podemos ficar irritadas, chateadas, exasperadas, temos que ser sempre calmas e fazer tudo corretamente sempre, afinal, temos que ser santas

Não sei vocês, mas eu não consigo ser assim 100% do tempo. Eu choro, eu fico triste, nem sempre tenho uma “palavra amiga” e muitas vezes sou eu quem precisa dela. Não consigo ser “educadinha” e delicada o tempo todo, muitas vezes me irrito e até grito. Não dá pra ser “princesa aos 20, rainha aos 30, imperatriz aos 40 e especial a vida toda”. Às vezes — quem sabe muitas vezes — temos necessidade de sermos apenas plebéias, de ficarmos sozinhas, de termos um ombro amigo pra chorar. Não dá pra sermos fortalezas inabaláveis o tempo todo. Não podem exigir isso de nós… Somos seres humanos e, como todos os demais, precisamos, em vários momentos da vida, ser simplesmente isso: humanos.

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “Ser mulher…ser santa!

  1. Ei!
    Eu concordo com o teu post inteiro.
    A valorização passou a ser uma exigência absurda
    =P
    Não somos super heróis, haha
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: