Pensamentos

#Setimodia

Como sempre costumo dizer, esse blog não se destina a evangelizar nem converter ninguém. Uso esse espaço apenas para falar sobre coisas de que gosto, dar minha opinião e compartilhar meus Pensamentos sobre assuntos dos mais diversos, e às vezes até me arrisco (ou ouso) dar algumas “dicas” referentes a coisas que já vivi e que creio que possam ajudar outros (e que não fazem de mim herege nem nada do tipo).

Mas o caso é que como sou cristã, o cristianismo faz parte de mim. E como já falei aqui, de vez em quando falo sim sobre fé neste blog. Não como no outro que tenho, em que o tema é exclusivamente esse. Mas falo porque faz parte de quem sou. Portanto, se você não gosta do assunto, sinta-se à vontade pra pular esse post e ler o de baixo, ou aguardar os próximos (estou preparando dois e tem mais um que vai ao ar amanhã), ou mesmo clicar no X no canto superior direito. Eu não vou ficar chateada nem nada 😉 Mas, se quiser conhecer algo diferente, continue lendo…

………………………………………………………………………

Bom, sábado passado foi um dia muito especial para mim. Como adventista do sétimo dia (veja o ítem 20), procuro seguir a Bíblia quando diz que “E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera” (Gênesis 2:3). Deus não se cansa, e por isso mesmo não precisava “descansar”, mas fez assim para nos dar o exemplo. A importância desse dia é tanta que há um mandamento só para ele. Além do mais, o próprio Jesus ia à igreja aos sábados:

“Indo para Nazaré, onde fora criado, entrou, num sábado, na sinagoga, segundo o seu costume, e levantou-se para ler” (Lucas 4:16).

Ele não fez isso só pra ficar “bem” diante do povo que o viu crescer ou porque era “costume”. Jesus não aprovava “costumes” se esses fossem contrários ao que Deus ensinava em Sua palavra. É só olhar o jeito como tratava as mulheres, os assim chamados “pecadores” e demais pessoas tidas como escória da sociedade. Isso só para citar um exemplo. Portanto, se o sábado não fosse mais o dia de guarda, Ele teria deixado bem claro, e a última coisa que faria seria entrar numa sinagoga bem no sétimo dia da semana.

Pois é, mas acontece que hoje, mais de 2000 anos depois, tudo isso parece ter perdido a relevância, o significado. Deus deixou esse dia antes que qualquer sinal de pecado entrasse no mundo, pensando apenas no nosso bem e na nossa comunhão com Ele. Mas há ainda algumas pessoas que sabem o quanto é bom ter um dia especial de encontro com o Senhor, e de descanso também. E uma dessas pessoas, o Robson Fonseca, estudante do UNASP, teve a interessante ideia de chamar a atenção do Brasil para esse dia. Convocou todos aqueles que creem que o sábado é um dia especial pra postarem frases, pensamentos, vídeos, músicas e tudo o mais que remetesse ao sétimo dia na rede social da moda: o twitter. E pra ficar diferente, pensou na tag #setimodia. Por isso que vocês viram, do anoitecer da sexta até o anoitecer do sábado, essa tagzinha nos trending topics.

Muita gente pensou que fosse missa de sétimo dia de alguém ou alguma referência a um filme “Sétimo Dia” (do qual nunca tinha ouvido falar), só que não foi nada disso. A ideia se espalhou entre os twitteiros adventistas, e muitos foram os que a “compraram”. Uma enxurrada de tweets sobre o assunto inundou a noite de sexta e manhã e tarde de sábado, numa tentativa de compartilhar algo que nos faz muito bem e nos dá muita alegria. Sabe como é, quando você encontra algo bom, a vontade é de sair espalhando pra todo mundo, e foi isso que fizemos (Editado! Clique aqui para saber mais sobre o que aconteceu).

A coisa foi tão intensa que não sei como teve adventista que ficou de fora! Se você foi um deles, a minha pergunta é: você passou alguns dias em Marte, que não ficou sabendo? Acorda pra vida, pessoa! Jesus está voltando e essa é a hora de tomar parte na obra dEle. Como disse Spurgeon, “Todo cristão ou é um missionário ou é um impostor”. Não importa onde nem como você toma parte da missão, mas você TEM que tomar parte nela. E se você sabia, mas ainda assim não participou, só te perdoo se você não o fez porque estava na igreja, ou visitando um asilo, ajudando alguém, falando da Bíblia a um conhecido ou coisa do tipo. Porque você simplesmente perdeu uma chance preciosa, não só de testemunhar, como de passar um sábado diferente. Pelo menos, foi o que aconteceu comigo. Há tempos que não desfrutava de um sábado assim, além do que conheci muita gente interessante! Só posso dizer que você P-E-R-D-E-U, infelizmente!

E se você não é cristão, ou é, mas não conhece sobre o sábado, ou apenas achou o post interessante e tem vontade de saber mais sobre o assunto, não tema: com os comentários não há problema! Mande sua dúvida, questionamento, ou defenda outro ponto de vista, só não vale xingamento! E lembre sempre que Deus o ama, e deixou um dia todo especial só pra você se encontrar com Ele: o #setimodia 😉

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: