Pensamentos

Arquivo para a categoria “sites”

E por falar em filmes…

Clique e descubra.

Site legal

http://www.faithgirlz.com.br/

Taí um site bem legal pra adolescentes (e mulheres crescidinhas também podem gostar hehehe).

Ah, e como uma vez vi um vídeo no YouTube de uma adolescente falando sobre os livros preferidos dela, sendo que no primeiro já foi logo dizendo que não o recomendava pra quem fosse religioso, eu faço o contrário: recomendo INCLUSIVE pra quem não crê em Deus ou não tem religião.

Novo blog

Estou com um blog novo, o terceiro: Diário de Saudades.

Não vou aposentar este não, apenas resolvi fazer mais um, o motivo vocês vão saber clicando no link hehehe

Beijos e visitem!

Que livro você seria?

Se você fosse um livro nacional, qual livro seria? Um best-seller ultrapopular ou um relato intimista? Faça o teste e descubra.

Eu fiz o teste, e o meu foi…
“Memórias póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis
Ok, você não é exatamente uma pessoa fácil e otimista, mas muita gente te adora. É possível, aliás, que você marque a história de sua família, de seu bairro… Quem sabe até de sua cidade? Afinal, você consegue ser inteligente e perspicaz, mas nem por isso virar as costas para a popularidade – um talento raro. Claro que esse cinismo ácido que você teima em destilar afasta alguns, e os mais jovens nem sempre conseguem entendê-lo. Mas nada que seu carisma natural e dinamismo não compensem.

“Memórias póstumas de Brás Cubas” (1881) é considerado o divisor de águas entre os movimentos Romântico e Realista. Uma das expressões da genialidade de Machado de Assis (e de sua refinada ironia), há décadas tem sido leitura obrigatória na maior parte das escolas e costuma agradar aos alunos adolescentes. Já inspirou filme e peças de teatro. É, portanto, um caso de clássico capaz de conquistar leitores variados. Proezas de Machado.

Falando um pouco sobre futilidades

2008_04_10_girlJá que é pra falar do que incomoda, vamos lá.

Eu gosto muito de blogs sobre casais, ou sobre relacionamento. Acompanho o “Diário de Casal”, que é um blog que fala sobre relacionamentos de uma forma geral. Gosto muito também do “O último romance”, que descobri meio que por acaso (acho que foi porque o pessoal de lá comentou aqui no blog, não lembro), mas que fala sobre um casal de namorados que se conheceu no Orkut, e eu me identifiquei porque foi assim também que conheci meu esposo, além de falarem sobre como é o relacionamento à distância, o que me fez identificar de novo, porque foi assim que namorei por dois anos. E ainda estou sempre de olho no “Fraülein em Apuros”, que também fala sobre o relacionamento de um casal, e de como eles sempre estão superando as dificuldades e se firmando no amor.

Gosto muito de blogs assim, apesar de não ter um que faça esse estilo. Acho muito legais… Como também acho legais blogs de “solteiros”. Pra mim não importa o estado civil do dono do blog, e sim a temática deste…

Mas, ultimamente, o que ando vendo por aí são blogs de adolescentes, ou até mulheres adultas mesmo, que falam sobre ser solteiro como se fosse a melhor coisa do mundo e estar num relacionamento, a pior coisa… Falam sobre relacionamentos com deboche e desdém, e acabam por dar a entender que estão é com despeito. Falam ainda sobre como é o máximo sair por aí ficando (e às vezes até mais que isso) com qualquer um, porque afinal são “livres, leves e soltas”. Falam cansativamente de sapatos, bolsas, maquiagem e aquele celular lindo que estão doidinhas pra comprar. Falam de homens como se fossem objetos, pedaços de carne (cometendo o mesmo erro que os homens cometeram no passado e muitos ainda cometem até hoje…), que elas fazem de gato e sapato como bem entendem, traindo-os, enganando-os, e por aí vai. Falam de um monte de futilidades. E falam sobre isso como se fosse coisa de “mulher moderna”…

Não tenho nada contra ser solteiro. Fui solteira por 28 anos de minha vida, e foi uma ótima fase. Graças a Deus, nunca fui desesperada pra casar. Quando aconteceu foi ótimo, mas eu gostei muito enquanto fui solteira. Também acho que as mulheres têm direitos. Podem sair e se divertir. Adoro moda, bolsas, sapatos, converso sobre isso com minhas amigas (ainda lembro de quando estava na casa de Jemima e Lídia, no recesso de São João e comentei sobre como eu queria ter um sapato pra cada roupa…). Mulher gosta de falar sobre isso. É normal…

Agora, debochar de relacionamentos só porque o seu não deu certo? Peraí né… Isso soa mais como inveja. Diversão é coisa boa, mas se gabar de ser uma mulher vulgar? Sim, porque sair ficando com um e outro não tem nada de “fashion”. É coisa de mulher vulgar mesmo. Falar de marcas de sapato e comprar roupas novas, entre outras mil e uma coisas, é bom. Mas falar disso quase que o tempo todo? É muita abobrinha pra minha cabeça. E se achar a super moderna e poderosa apesar disso tudo? Aí é o fim da picada mesmo…

Minha concepção de “mulher moderna” é muito diferente. Mulher moderna é aquela que estuda, pensando em crescer na vida. É aquela que dá duro no trabalho, para não ter que depender de ninguém. É aquela que cuida dos filhos, é esposa e ainda trabalha fora. É aquela que se cuida, gosta de se vestir e se apresentar bem, mas não coloca isso como a coisa mais importante da vida. É aquela que lê, é antenada, gosta de aprender, conhecer coisas novas, se inteirar do que acontece no mundo, e na comunidade onde vive…

Enfim… Isso é o que eu penso. Posso até estar errada. Mas me incomoda muito o que eu venho lendo no mundo dos blogs. Parece que ser mulher hoje é sinônimo de ser fútil. E ter essa sensação me deixa muito triste…

Pra arrumar seu guarda-roupa de uma vez!

guarda_roupaVocê já passou pela seguinte situação?

  1. Você chegou de viagem há uns 5 dias e ainda tem mala por desfazer
  2. Chegou a sexta-feira (ou qualquer outro dia que você considere como “dia da faxina”) e sua casa está toda bagunçada
  3. Tem um monte de coisa velha (seja no quarto, sala ou cozinha) que você ainda não jogou fora
  4. Você emagreceu 20 kg, tem um monte de roupa que não serve mais (fora as gastas e as que não usa mais) e comprou roupas novas, o armário tá “entupido, sem espaço nenhum, e você não sabe mais o que fazer

Agora, imagine passar por TUDO isso ao mesmo tempo. Foi o meu caso! Tudo isso junto! Dá uma angústia por não saber por onde começar. E o que fiz? Como boa internauta, fui fuçar o Google, óbvio. E lá encontrei vários sites que dão dicas de como melhor organizar a casa.

Resolvi compartilhar com vocês um resumo do que aprendi (claro que com algumas pitadas de ideias minhas hehehe), e espero que possa ajudá-los. Mesmo que você não esteja rodeada pelo caos (ou algo muito semelhante a ele), como foi o meu caso, pode usar essas dicas em apenas um cômodo da casa.

Vamos lá, então!

  1. Em primeiro lugar, pegue um saco de lixo grande (pode ser aquelas sacolas de compras mesmo, mas tem que ser grande) e saia recolhendo TUDO que não presta mais, ou que já passou da validade, ou que não use mais, ou que esteja gasto, enfim… Todo o lixo da casa. Papéis, canetas, remédios, objetos plásticos, e até comida velha escondida num canto do armário ou da geladeira. Não deixe de fuçar também sua escrivaninha ou armários em que guarda coisas pessoais. Acho que principalmente nós, mulheres, somos experts em juntar “coisinhas”, papeizinhos, lembrancinhas, papéis de presente velhos, e coisas que nunca mais iremos usar. Pois pegue isso tudo e despeje no saco, sem dó nem piedade. Você vai descobrir, depois que fizer isso, que ainda vai encontrar outras coisinhas, enquanto arruma o resto do cômodo ou da casa. Não hesite! Lixo!
  2. Depois, comece a limpar e organizar o que sobrou. Use um paninho limpo com álcool, não há coisa melhor (só cuidado com móveis e objetos de madeira, para não manchar!). Em seguida, comece a ordenar as coisas. Eu mesma peguei um pote plástico que não usava e guardei todos os meus acessórios de cabelo. Isso faz com que sobre mais espaço pra outras coisas dentro do armário, e você não terá mais que ficar procurando toda hora “onde está minha presilha?”. Você pode usar o que tiver em casa: tupperwares, latinhas, caixinhas de papel, enfim… Guarde e, se for o caso, etiquete, e você vai ter mais organização e rapidez no dia-a-dia.
  3. A parte mais difícil (a meu ver): arrumar o armário. Eu comecei pelos sapatos. O ideal, pelo que li, é guardá-los em sapateiras, ou mesmo nas caixas em que vieram. Porém, nem sempre isso é possível. No meu caso, por exemplo, não tenho um grande espaço no guarda-roupa pra eles. Por isso, usei a seguinte dica: “Se não tem espaço, arrume-os um ao lado do outro. Se precisar, coloque um em cima do outro, protegendo com um tecido de tela. Evita que se risquem e mantém a ventilação. Esse tecido você compra por metro em lojas de tecidos.” (Como organizar seus armários de roupas). Eu não usei a tela, porque ainda não pude comprar, mas já deu pra deixar eles bem ajeitadinhos. Fiz do jeito que foi ensinado aí nesse site, e deu certo. Bom, mas agora, vamos às roupas. Ô coisinha difícil viu! Mas enfim, tem que ser feito…
  4. Uma dica que achei muito boa em relação às roupas, foi separar aquelas que você usa com frequência, das que não usa. As que você usa, obviamente irá guardar. Mas as que não usa, pode separar em três grupos:
    • conserto: ainda prestam pra você usar, mas precisam de um botãozinho, ou estão descosturadas em alguma parte, podem ser ajustadas (em caso de mudança de manequim), etc. Estas você vai separar e mandar pra costureira.
    • doação: aquelas roupas que você não usa há um ano ou mais, que não gosta mais, que não combinam mais com você ou que, por você ter mudado o manequim, não cabem mais e não servem pra reformar. Doe-as, e assim estará organizando melhor sua vida, e ajudando a quem precisa. Outra coisa que você pode fazer com essas roupas é vendê-las a um brechó ou fazer um troca-troca entre amigas!
    • lixo: aquelas que não têm mais conserto, estão muito gastas, envelhecidas, não servem nem pra doação. Lixo nelas!
  5. Depois disso, você vai organizar suas roupas em cabides, gavetas, da forma que você puder. Uma dica é colocar as roupas sociais, as mais chiques, em cabides, e as molinhas, de malha (mesmo as mais estilosas) ou as que você costuma usar no dia-a-dia, em gavetas. Aqui tem uma coisa importante. Nas gavetas, coloque mais no fundo as que você usa com menos frequência. As do cabide você pode organizar por cor, frequência de uso ou ainda por estilo (vestidos, tailleurs, calças, camisas, etc.). Separe vestidos de festa em sacos plásticos escuros, para não mofarem nem mancharem. E roupas que você não está usando naquela estação, guarde em outro local do armário, como nas partes superiores (ou maleiros) se possível.

Gostaram? Espero que tenha ajudado! E abaixo, vão as dicas de site que usei pra fazer esse post (e pra arrumar meu armário!).

  1. Dicas infalíveis para arrumar seu armário
  2. Arrumação do armário – aqui tem um mapinha que ajuda muito!
  3. Como arrumar o guarda-roupa
  4. Organize as gavetas e armários
  5. Arrumar o armário
  6. Como organizar seus armários de roupas

Update

Gente! Como estão vocês? Aproveitando bem o feriado? Espero que sim! Só de saber que ainda tenho mais dois dias e meio de folga!!! Ahhhh que coisa boa!!! hehehehehehe

Bom, estou passando rapidinho pra divulgar um novo blog: o Meditação Diária.  Vão lá e comentem hein!

Amplexos 😉

News

Hoje tenho algumas atualizaçõezinhas pra fazer!

  1. Novo blog! Diário de casal. Aqui tem muito material sobre relacionamento, vida a dois, é muito interessante mesmo. Recomendo!
  2. Skoob. É tipo um orkut de livros. Você se cadastra e começa a montar sua estante, é bem rápido, e logo você pode adicionar os livros que já leu/está lendo/quer ler, e ainda conhecer outras pessoas que gostam de ler como você! Site brasileiro 😉

Bem, é isso! Comentem aqui o que vocês acharam… E preparem-se: vem aí “o post” sobre relacionamentos! Kkkkkkkkk… Minha modéstia me impressiona! Mas, brincadeiras à parte, vai ser um desabafo… Um monte de coisas que sempre quis dizer e não tinha oportunidade. Aguardem!

Little women

feminineNão, não vou falar sobre um dos meus filmes preferidos. O caso é que hoje descobri um site MUITO dez! Tem de tudo que se possa imaginar, no que diz respeito a “dicas para mulheres”. De um tudo, mesmo! Desde cabelo, gravidez, até como manter a forma e truques bem úteis pra casa.

É bem “de mulher”, por isso não se espantem homens que resolverem clicar aqui, eu avisei! Hehehehe 😛

Truques de mulher, em português de Portugal! É chique bem…

Navegação de Posts

%d blogueiros gostam disto: